Sob comando de Filé e com caras novas, juvenil briga pelo título

Após conquistar a melhor campanha geral em 2016 e ficar com a medalha de bronze, juvenil do verdão sofreu uma grande reformulação em seu elenco, mas conta com Filé, melhor treinador de base do Estado de São Paulo. Yago Mateus, ícone da base alviverde, se transferiu para o Clube Atlético Paulistano. Eduardo Vinicius, pivô, e Lucas Oliveira, armador, foram para o Campinas Basquete Clube. Mesmo com as perdas, pelo segundo ano seguido, o técnico Filé mostrou a capacidade em que tem de montar elencos e achar jogadores ‘’menos badalados’’, mas com grande potencial.

Com a perda do Yago, o Palestra precisava de um novo armador para suprir a carência deixada por ele e foi muito bem no mercado. Matheus Silva, o Matheusinho, campeão invicto Sub 17 pelo Tijuca, sendo o cestinha do campeonato carioca, fechou contrato com o alviverde. Além dele, o Palmeiras buscou o armador Lucas Grafite, com ótima passagem pelo América de Rio Preto e com estatura alta para a posição. O ala Eduardo Crespo, 1,90 cm, convocado para a seleção paulista Sub 17 (2015) e com médias de 10.1 pontos por jogo na última LDB (Liga de Desenvolvimento) pela equipe de Limeira, também fechou com o alviverde, assim como seu ex companheiro de equipe do interior, o ala Daniel Von Haydin.

3
Com  1,85 cm, o armador Matheusinho será responsável pela nova armação do alviverde
4
Versátil, Lucas Grafite pode jogar como amador e ala 
2
Dudu  chega para reforçar o perímetro alviverde (Foto: Luiz Pires/LNB)

 

 

Já para o garrafão, apesar da perda Eduardo, o Palmeiras contará com pivôs de maior qualidade. Além das permanências dos atletas Rafael e Alex, destaques na última temporada, o pivô Enzo, 2.05 cm, algoz do vice-campeonato sub 16 alviverde em 2015, será o xerife do garrafão palestrino. Com excelente técnica, ótimo trabalho de pernas e um bom gancho, o novo atleta do Palmeiras está entre os melhores de sua posição.  Além dele, Pedro Peçanha, ex Franca, será mais uma opção para o Garrafão do time de Filé. Os atletas Caio Pacheco (ala-armador) e Nicolas Ronsini (ala) também são remanescentes de 2016.

1
Enzo chega para dominar o garrafão alviverde
5
O ala Daniel será fundamental na rotação do alviverde

Além do alviverde, que é candidato ao título, a equipe do Clube Atlético Paulistano, com a chegada de Yago, também brigará pelo caneco, junto com Bauru e o time do Esporte Clube Pinheiros, o grande favorito da categoria. Muito do favoritismo se deve pelo alto investimento em sua equipe que conta com o excelente ala Danilo Sena e com a chegada do também ala Jonatan Oliveira, cestinha do Sub 17.

Confira o elenco Sub 19:

Armadores: Matheusinho, Lucas Grafite

Alas: Caio, Nicolas, Eduardo Crespo , Daniel Von Haydin e Lucas Grafite

Alas – Pivô: Alex e Pedro Pecanha

Pivôs –  Rafael e Enzo

Obrigado, Yago

A maior revelação da Sociedade Esportiva Palmeiras pós Oscar Schmidt e Leandro Barbosa, o armador Yago Mateus, de 17 anos, se despede do verdão. Yago, infelizmente, na temporada de 2017, jogará pelo Clube Atlético Paulistano. Vindo por indicação do técnico Willians Manzini, Yago chegou cedo ao Palestra, aos 13 anos, em 2012. Yaguinho precisou de pouco tempo para cair nas graças da torcida alviverde, com suas impecáveis atuações, principalmente contra o Esporte Clube Pinheiros, decidindo campeonatos, o armador virou ídolo rapidamente e jamais será apagada sua linda história no clube do bairro de Perdizes.

3
Com 42 pontos na final, Yago foi o melhor jogador da categoria (Foto: Arthur Marega Filho/São José Desportivo)

Assim como Gabriel Jesus, Yago tem uma trajetória muito bonita e vitoriosa no Palmeiras. Aquele chegou cedo no Palestra, oriundo de família humilde, mas de muito potencial, Jesus palmeirense de coração, morou a vida inteira no alojamento do clube. Contudo, suas atuações brilhantes chamaram a atenção de clubes do exterior, o que tornou praticamente impossível sua permanência no verdão. O mesmo aconteceu com o gênio Yago. Ele também morou no alojamento do clube, também é palmeirense, também é humilde e também recusou diversas propostas, até a última do Paulistano, que culminou em sua despedida. Obrigado Yago, obrigado pelos seus cinco títulos conquistados pelo alviverde. As portas estarão sempre abertas. Até logo, gênio.

4
Yago precisou de pouco tempo para virar ídolo (Foto: Fabio Menotti/AG.Palmeiras/Divulgação)

O futuro sem o Yago

Sem contar com o melhor armador da categoria, o alviverde passará por uma reconstrução do seu próximo time Sub 19, caberá ao genial técnico Filé montar um time forte sem o craque. Apesar de Yago ser insubstituível, o Palestra conta em seu elenco com os ótimos armadores, Lucas Oliveira, de característica diferente, mas de muito potencial e Felipe Dalaqua (Sub 17). Além disso, há no mercado nomes que podem ‘’suprir’’ a carência de Yago. Caio Rosa, de Santo André, Paulinho, do Ginástico, Francisco Arozena, do Sogipa e Thiago Manna, do Pria Clube, são bons possíveis atletas para substituir Yago. Filé terá trabalho para competir com os rivais Pinheiros, Bauru e Paulistano, mas, ao contrário dos demais treinadores, ele é muito acima da média e sabe muito bem fazer adaptações. Em seu título Sub 19, no ano de 2015, o coach do Palmeiras teve vários atletas machucados durante a competição, o que não aconteceu com os demais clubes e ainda assim levou o alviverde ao memorável primeiro lugar contra Bauru.

Títulos de Yago

Campeão do Metropolitano e Estadual (Sub 13) – 2013

Campeão do Metropolitano e Estadual (Sub 14) – 2014

Campeão Estadual – 2015

Vice-Campeão estadual (Sub17) – 2016

Terceiro Colocado na categoria Sub 19 – 2016

 

Títulos pela seleção brasileira

 

Campeão e MVP Do Campenato Sul-Amercano U15 (2014)

 

Bronze na Copa América U18 (2016)

”Um passo atrás, dois à frente”

Após duas temporadas sem jogar uma competição na categoria adulta, a Sociedade Esportiva Palmeiras volta a disputar um Campeonato com equipes profissionais  e jogará o Campeonato Aberto Masculino, que equivale à divisão de acesso do Paulista. No entanto, disputaremos com os atletas de nossa base vitoriosa (Sub 19  e Sub 17) com o intuito deles ganharem experiência para o término de suas competições que acontecem no meio de Novembro. Mesmo que o Palestra consiga uma das vagas de acesso, o retorno do time adulto e da disputa do Paulista de 2017 não é uma certeza, contudo a estrutura já está montada para isso, com os jovens palestrinos e com o excelente técnico Filé. Além do verdão, São José dos Campos, Lins, América de Rio Preto e Assis disputam o título e o acesso à elite do basquetebol paulistano. Vale ressaltar que a equipe de Lins conta com o irmão da esperança alviverde de nos colocar em nosso lugar. O ala Mião é irmão do jovem Yago Mateus, armador de 17 anos, jogando há 4 temporadas em seu clube de coração.

edi
O armador Yago, com passagens pela seleção brasileira, é a esperança alviverde (Foto:Divulgação/Edison Suárez)

O elenco do verdão deverá ser composto por estes atletas: Os armadores Yago Mateus, Caio Pacheco, os alas Nicolas Ronsini, Alexei Patricio, Luiz Flávio, Davi Fioreti e os pivôs José Carlos, Eduardo Vinicius, Paulo Felipe, Alex e Rafael Paulichi e comandado pelo competente Felipe Luiz Santana, o Filé. Desses, Yago, Alexei, Luiz e Zé (José Carlos) merecem destaque.

filet
O estudioso Filé será o técnico alviverde

Yago Mateus: Palmeirense de coração, Yago é uma das maiores revelações do basquete brasileiro nos últimos anos. Apesar de ter estatura baixa, o jogador compensa com extrema habilidade, agilidade e principalmente técnica. Além disso, é ótimo arremessador de curta, média e longa distância e tem ótima visão de jogo.

Alexei: Após grande passagem por Joinville na LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquetebol ) de 2015, o ala-armador chegou neste ano ao Palmeiras. Com uma canhotinha precisa, o atleta tem um estilo de jogo parecido com o ex Palestrino Nicolas Gianella. Além disso, Alexei infiltra muito bem e cadencia bem a partida, quando necessário.

alex
Alexei é um dos destaques da equipe Sub19 do verdão

Luiz: Mineiro, de Uberlândia, Luiz é o grande destaque do Campeonato Paulista Sub 19. Com ótima envergadura, o atleta se destaca por poder realizar as posições 3 e 4. Ademais, Luiz também tem bom aproveitamento do perímetro.

José Carlos: Melhor pivô de sua categoria, o atleta natural de Anápolis é especialista em pegar rebotes, defensivos ou ofensivos. Zé é ainda extremamente técnico no garrafão ao contrário da maioria dos atletas de sua posição e tem chute confiável de longas distâncias.

zé 2
Zé se destaca pelo excelente posicionamento e técnica no garrafão (Foto: João Neto/LNB)

Com a disputa desse Campeonato, a Sociedade Esportiva Palmeiras aos poucos está se reconstruindo no basquetebol. Em 2015, jogamos a LDB, neste ano realizamos uma turnê na Argentina e agora disputaremos um torneio com equipes adultas. Embora não podemos cravar que o basquete adulto está próximo, o Palestra está começando do zero, a base é exemplo há anos, formando atletas de renome. O próximo passo é o reativação por completa da equipe adulta.

A estreia do verdão será na próxima terça-feira, 25, no Ginásio Palestra Itália, às 17 horas contra Assis. Todos os jogos do alviverde serão com entrada gratuita.

 

Confira a tabela do Campeonato:

Primeiro Turno

25/10/ – S.E.Palmeiras x Assis – 17 horas

29/10/ – América de Rio Preto x S.E.Palmeiras – 18 horas

01/11/ – S.E.Palmeiras x São José dos Campos – 17 horas

05/11/ – S.E.Palmeiras x Lins – 17 horas

Segundo Turno

11/11/ – Assis x S.E.Palmeiras – 20 horas

12/11/ – Lins x S.E.Palmeiras – 16 horas

20/11/ – São José dos Campos x S.E.Palmeiras – 18 horas

23/11/ – S.E.Palmeiras x América de Rio Preto – 17 horas

 

 

De Tupã e do verdão para a seleção

Tupã, cidade pequena e de 68 492 habitantes, localiza-se 439,5 Km da capital de São Paulo. Esse território não é muito falado, tampouco conhecido pelos brasileiros, mas é nele que nasceu uma das maiores promessas do basquete brasileiro e da seleção Sub 18, que disputará a Copa América em Julho deste ano. Trata-se do palmeirense Yago Mateus, de 17 anos. O atleta do alviverde tem um talento nato, habilidade e visão de jogo fora de série. O que parece impossível no basquete, para ele, torna-se fácil.  Yago chegou ao alviverde no ano de 2012 por meio dos olhares do técnico Willians Manzini, atual comandante do Sub 13 e Sub 14 do palestra. O jogador do Sub 17 e Sub 19 do Palmeiras já foi convocado em 2014 para o Campeonato Sul-Americano Sub-15, quando também foi eleito o MVP do torneio.

3
Yago em duelo contra os EUA
2
Yago com o troféu do título e de melhor jogador da competição 

Agora, mais velho e maduro, Yago será um das  peças fundamentais para a seleção sair com a medalha de ouro no torneio que acontece no Chile, na cidade de Valdivia, entre os dias 19 e 23 de Julho. Após disputar a LDB, a Liga de Desenvolvimento de Basquete, com atletas de até 22 anos, em 2015, Yago cresceu muito, não só como pessoa, mas princialmente com sua visão de jogo e distribuição de jogadas sem se precipitar e querer resolver o jogo sozinho. Na LDB, Yago foi o cestinha do alviverde, com médias de 11,3 pontos por jogo. Com isso, o atleta está mais do que que preparado para ser o protagonista e ajudar seus companheiros de equipe para que saiam com o título.

YAGO5
Yago foi  destaque do Palestra na LDB (Foto: Raphael Oliveira/LNB)

 

Além do armador Yago, a seleção tem os seguintes jogadores:

Armador: Felipe Ruivo (E.C.PINHEIROS)

Alas – Armadores: Danilo Sena (E.C.PINHEIROS) e Rafael Munford (E.C.PINHEIROS)

Alas: Aquiles Novo (E.C.PINHEIROS), Thiago Ribeiro (E.C.PINHEIROS), Artur Dimas (E.C.PINHEIROS) e Gabriel Galvanini (Bauru Basket)

Pivôs: Michael Uchendu (Bauru Basket), Lucas Caue (E.C.PINHEIROS), Victor Bafutto (UNICEUB/BRASÍLIA) e João Victor (C.R.FLAMENGO)

Técnico: Davi Pelosini (E.C.PINHEIROS)

Dos citados, Gabriel Galvanini, ex Palmeiras merce destaque. Alto para a posição e com ótimo chute do perímetro, o atleta de Bauru também infiltra muito bem em direção ao garrafão. Além dele, João Victor, do Flamengo e Lucas Caue, do Pinheiros, são outros nomes que merecem muita atenção. Ambos são dominantes em baixo da cesta, com ótimo trabalho de perna e com ganchos certeiros e ainda sabem jogar no perímetro.

jv
João Victor é uma das boas promessas do Flamengo, que já treina no adulto

 

 

 

 

 

 

O que muda no Palmeiras com a admissão do novo estatuto?

A Sociedade Esportiva Palmeiras pode a partir do segundo semestre deste ano ter um novo estatuto. Caso o Conselho Deliberativo aprove a mudança, o novo estatuto irá substituir o antigo, vigente desde de 1996 que sofreu alterações pontuais em 2004 e 2008. Esse estatuto, se modificado, irá valer para as eleições deste ano aos cargos de presidente e de conselheiros.

O que pode mudar?

Participação Política: Atualmente, para que sócios possam votar são necessários algumas obrigações. Dentre elas ter pelo menos dezoito anos e três anos como associado. Já para se candidatar ao Conselho são necessários oito anos. Se ocorrer a mudança no estatuto, os associados terão direito ao voto para as eleições com dois anos e de se candidatar aos cargos políticos com 6 anos. Com essa mudança, o Palmeiras terá um maior eleitorado.  É inegável que devido a essa alteração o clube tornará mais democrático se comparado com ano atrás em que apenas conselheiros detinham participação política.

Cargo Políticos: A cada dois anos, o alviverde troca de presidente. A nova proposta propõe o mandato à presidência de três anos com direito a uma reeleição. Ademais,  passariam a ser dois vices, e não os quatro atuais. Talvez essa mudança seja a mais polêmica, apesar de o período de dois anos ser curto para que tenham mudanças significativas. Casso não passe pelo Conselho Deliberativo, os sócios irão decidir em votação.

Profissionalização: Certamente a medida mais benéfica das propostas. O Palmeiras tem 26 diretores de cargos estatutários, isto é, sem remuneração.  O novo regimento irá cortar para oito diretorias (administrativa, jurídica, social, financeira , de planejamento, de marketing e comunicação, de futebol e de esportes). Em paralelo, o presidente poderá pagá-los e criar novos cargos remunerados (superintendências, gerencias e divisões). Essa mudança será fundamental para que esportes, como o Futsal e Basquete consigam ser autônomos e rentáveis.

Ficha Limpa: Para ocupar qualquer cargo eletivo no Palmeiras, como conselheiro, membro do COF, presidente ou vice-presidente, será preciso ter a ficha limpa nos últimos dez anos, tanto no regimento interno quanto na legislação em vigor.

Em suma, é inegável que a atual presidência comete erros, principalmente na gestão do futebol. Contudo, os acertos também devem ser mencionados e enaltecidos.  O clube social e o futebol não são mais deficitários, isto, é, geram lucros, os esportes não – profissionais tiveram uma redução de gastos sem que houvesse prejuízos diretos, entre outros acertos.

paulo
Nobre deve entregar o clube com um estatuto mais moderno em vigência (Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

 

 

 

No estouro do cronômetro, Alexei decide e Palmeiras supera Pinheiros

Após uma ruim atuação da equipe sub 19 do verdão, na última segunda feira, resultando em derrota para a equipe do Clube Atlético Paulistano (67 x 50), o time de Luiz Felipe Santana, mostrou uma postura diferente e suplantou o Pinheiros, fora de casa, por 74 x 72. O jogo de hoje teve caráter decisivo, pois ambos times são candidatos ao título e quem ganhasse teria vantagens nos playoffs e nos mandos de quadra. Com a vitória do Palmeiras, o alviverde, apesar de ainda ter que enfrentar adversários difíceis (Paulistano, Franca e Bauru), saiu do ginásio Azul com grande moral para o restante da competição, além de possivelmente jogar as partidas finais no ginásio Palestra Itália.

74
Vitória gigante do Palmeiras(Foto:Rafael Gammellone)

O jogo começou como o esperado, os dois times trocando cestas e um equilíbrio notório. Contudo, a partir da matade do primeiro quarto, o Palestra conseguiu ditar o ritmo, até então do embate e colocou uma vantagem que chegou até dez pontos. No entanto, o time local reagiu a quatro pontos, muito pelas infiltrações do ótimo ala Danilo Sena e por boas defesas. Com isso, o Palmeiras levou uma vantagem favorável de quatro pontos para o intervalo.

Na volta do segundo tempo, o time do Pinheiros começou a sobressair, mas em nenhum momento abriu vantagem, pelo contrário, o jogo sempre esteve equilibrado e com o Palmeiras na maioria das vezes à frente do placar. Nos últimos dez minutos aconteceu de tudo: provocações de ambos os lados, Yago chamando a responsabilidade do jogo, Luiz salvando os rebotes do Palestra, D12 mostrando uma enorme raça e Alexei decidindo no último segundo. Além disso tudo, o último quarto foi marcado por um nervosismo à flor da pele. Faltando cerca de 11 segundo, o duelo estava empatado em 72 x 72 e o técnico Filé pediu tempo. Após a pausa, o alviverde cobrou lateral no campo ofensivo, Zé passou pra Alexei e com uma infiltração, arremessou com auxílio da tabela, dando a vitória para o Palmeiras.

1
Duelo foi marcado pelo equilíbrio (Foto:Rafael Gammellone)

Destaques do Jogo: 

Alexei: Após sumida partida diante o Paulistano, Alexei foi o dono do jogo. Com estilo cadenciado, parecido ao de Nicolas Gianella e com jogo de 1 x 1 em baixo do garrafão, utilizando de ganchos similares a de Alex Garcia, o ala armador do Palmeiras foi gigante na partida, além de ter uma mão calibrada.

Yago Mateus: Assim como Alexei, fez uma irreconhecível partida contra Paulistano, porém isso foi exceção da regra. Yago mostrou mais uma vez que cresce em jogos difficiles, especialmente contra o Pinheiros. Do perímetro é mortal, infiltrando é letal e ainda descontrola seus adversários.

Wallisson Guilhereme (D12): Não basta ser raçudo, é diferenciado, literalmente se mata em quadra, faz uma papel importante: além de jogar em baixo da cesta contra os pivôs, abre muito bem para chutar.

Danilo Sena (Pinheiros):Apesar de ser do Sub 17, é um jogador diferenciado, muito habilidoso, maturo em quadra, não perde o controle do jogo e infiltra muito bem.

Próximos Jogos:

22/04 – Sub 16 E.C.Pinherios x S.E.Palmeiras – 20:30 horas

23/04 – Sub 17 S.E.Palmeiras x E.C.Pinherios – 17 horas

https://www.facebook.com/events/1115029771890384/?ref=1&action_history=%5B%7B%22surface%22%3A%22permalink%22%2C%22mechanism%22%3A%22surface%22%2C%22extra_data%22%3A%5B%5D%7D%5D

 

 

Se o futebol é melancólico, o basquete vai muito bem

Sociedade Esportiva Palmeiras. O nome já diz não vivemos apenas do futebol. Contudo, este é o carro chefe do Palestra, onde é concentrado um afluxo de investimento. Porém, se o futebol, no momento deixa muito a desejar, o mesmo não podemos dizer dos esportes não profissionais do Palestra, especialmente no que diz respeito ao basquete. Com um ínfimo investimento, com gente de dentro do clube  querendo reduzir (esportes olímpicos geram um deficit de cerca de 263.000 por mês), mesmo assim montamos times que, além de competitivos, brigam pelos títulos dos Campeonatos do Sub 12 ao Sub 19. Na noite desta terça feira, 22 de março de 2016, o Palestra mostrou mais uma vez sua força e colocou na roda o excelente time do Esporte Clube Pinheiros por 99 x 62.

pla
Com o resultado, o Palmeiras assume a liderança

A equipe visitante entrou quadra desfalcada dos alas Aquiles Novo e Thiago Ribeiro, ex Barueri. Mesmo com as ausências de ambos, o time Pinheirense é muito forte, tem um grande plantel, apesar de grande parte dos atletas jogarem o primeiro ano como jogador juvenil. O embate começou equilibrado, como era de se esperar, um jogo lá e cá, muito veloz, com defesas fracas de ambos. Pelo lado alviverde, a dobradinha do garrafão Zé e Wallisson foi muito eficiente, como os pivôs visitantes, Lucas Caue e Matheus Martins. Após os 10 primeiros minutos, o elenco de Davi saiu vitorioso por 17 x 20.

zé
Zé é especialista nos rebotes (Foto: ViVendo Esportes Produções)

Pelo segundo quarto, os comandados de Filet exploraram um jogo mais físico, cavando várias faltas, pendurando o time visitante. Os pivôs Lucas Caue e Matheus Martins saíram com 3 faltas. Ademais, a equipe do Pinheiros contou com a infeliz contusão do bom armador Felipe Ruivo, que teve uma grave entorse em seu tornozelo. Com isso, o Palmeiras melhorou no jogo, virou o placar, no entanto, não abriu uma grande vantagem. Saiu vencendo para o intervalo por 46 x 45 (29 x 25 no período).

Na volta de intervalo, apenas o Palestra voltou, a equipe do Pinheiros entrou no terceiro quarto apática, não viram a cor da bola. Foi neste momento que três nomes decidiram a partida para o Palestra: Yago, Wallisson Guilherme e Luiz Flávio. Foi absurdo o que eles fizeram, jogaram o fino do basquete. Yago mostra a cada dia mais o motivo de tanta bajulação em cima dele. Simplesmente gigante sua partida. Cavou faltas antidesportivas, deixou seus companheiros livres em baixo da cesta, fora os inúmeros dribles, que deixam seus adversários sem saber o que fazer, além da sua mortal bola do perímetro.  Luiz, por sua vez, desde que chegou ao Palmeiras mostra uma enorme evolução, muito disso garças ao treinador Filet. Luiz teve uma noite fantástica nas bolas de três pontos. Já Wallisson, além de ser mortal no perímetro, demostrou ser um atleta coringa. É ala-pivô, de origem, com grande presença dentro do garrafão, aliás especialista nas enterradas, hoje fez isso muito bem , porém abre para o chute de longa distância. Os nomes acima foram os grandes destaques do Palmeiras, mas não podemos de deixar de mencionar as belas atuações de Zé, grande reboteiro, João, muito bem nos chutes de três, Pedro, entrando muito bem e de Alexei, sabendo colocar a bola de baixo do braço, organizando a partida. Com isso, os palestrinos abriram uma vantagem de 17 pontos no terceiro período, administrando o último quarto.

yagoo.jpg
Contra o Pinheiros, Yago cresce de produção (Foto: ViVendo Esportes Produções)
D12
Wallisson, o coringa de Filet, foi muito bem de novamente (Foto: Luiz Pires/LNB)

Outras Categorias:

Sub 17: Joga quinta feira contra o Internacional de Regatas, no litoral paulista, às 20:30

Sub 12: Joga sábado contra o Regatas/Campinas, às 9 horas, no ginásio do Palestra Itália

Sub 13: Joga sábado contra o Regatas/Campinas, às 11horas, no ginásio do Palestra Itália

Sub 14: Joga sábado contra o Regatas/Campinas, às 13 horas, no ginásio do Palestra Itália

Sub 15: Joga sábado contra o Regatas/Campinas, às 15 horas, no ginásio do Palestra Itália

 

 

Tudo sobre o basquete do Palmeiras, desde da base até o adulto. Textos escritos pelo futuro jornalista, Fernando Fernandes. Twitter: @basquetesep e Instagram: basquete_palestrino

FERNANDO RAZZO GALUPPO

Esportes. Italianidade. Sonhos. Memórias. Paixões

Ultras da Arena

Tudo sobre o basquete do Palmeiras, desde da base até o adulto. Textos escritos pelo futuro jornalista, Fernando Fernandes. Twitter: @basquetesep e Instagram: basquete_palestrino

Triple-Double

por Luís Araújo

Café Belgrado

por Guilherme Tadeu

Legião Palestrina

Tudo sobre o basquete do Palmeiras, desde da base até o adulto. Textos escritos pelo futuro jornalista, Fernando Fernandes. Twitter: @basquetesep e Instagram: basquete_palestrino

Basquete Palestrino

Tudo sobre o basquete do Palmeiras, desde da base até o adulto. Textos escritos pelo futuro jornalista, Fernando Fernandes. Twitter: @basquetesep e Instagram: basquete_palestrino

blog do Igor

Tudo sobre o basquete do Palmeiras, desde da base até o adulto. Textos escritos pelo futuro jornalista, Fernando Fernandes. Twitter: @basquetesep e Instagram: basquete_palestrino